Manual de Cosplay para iniciantes

Para quem sempre quis ter um cosplay mas não tem dinheiro para comprar um feito por um profissional (cosmaker), ou simplesmente quer o gostinho de fazer seu próprio trabalho, este é um ótimo ponto de partida.

Antes de tudo, saiba que qualquer um pode fazer seu próprio cosplay. Não é necessário qualquer habilidade especial ou grandes conhecimentos prévios. Todas as noções que você precisará para começar com segurança, estão aqui.

Portanto, se você nunca montou nada com as próprias mãos e está com medo de começar: não tenha.  Leia do início ao fim e terá todas as informações necessárias para tomar as melhores decisões. Se você já possui algum conhecimento, também continue até o fim. Quem sabe não aprende algo novo, que lhe ajude nos seus futuros cosplays?!

Para lhe ajudar ainda mais, para servir de exemplo e prova de resultado, algumas imagens de nosso manual são do uso real de algumas técnicas.

Escolha

Obviamente, você quer fazer um cosplay de seu personagem favorito. Na hora da escolha, é importante ter em mente a dificuldade e o orçamento.

Como já foi dito, não é necessário grandes habilidades para fazer um cosplay, mas é claro que um personagem muito complexo exigirá certa experiência para ser trabalhado.  Se este é seu primeiro cosplay, aconselho começar com algo não muito complexo, para evitar frustrações e não estragar o prazer que é montar algo com suas próprias mãos.

Mais uma vez, recomendo: leia do início ao fim antes de sequer dar um primeiro passo. Por exemplo, aqui foi dito para não escolher algo muito complicado como primeiro cosplay, no entanto, se você for novo no assunto, como saberá o que é considerado complicado?

 

Preparação

Após a escolha de seu personagem, é preciso enxergá-lo por completo para fazer um cosplay fiel aos detalhes.

Primeiro, escolha qual versão de seu personagem você quer fazer. Cuidado ao pegar imagens de fontes diferentes, como FanArts, por exemplo. Muitas vezes, seus criadores põem alterações próprias no personagem, fazendo com que fique infiel ao original. Mas, se você viu uma FanArt e preferiu aquela versão, então, fique com ela.

Após escolher sua versão preferida, procure modelos em que se espelhar. Pode ser um modelo virtual. Melhor ainda se for 3D, para que veja em todas as dimensões, ou fotos do cosplay de outra pessoa. Escolha o cosplay que achou melhor e se espelhe nele. Se não for idêntico ao que você pretende fazer, tudo bem, é apenas para lhe dar uma base para começar. Tenha material suficiente para saber como é cada parte de seu personagem, dos pés a cabeça.

Começando

Agora que você sabe, exatamente, como quer seu cosplay, é hora de começar a montá-lo. Não se esqueça de fazer orçamentos na hora da compra dos materiais! Isso pode lhe dar uma boa economia.

Ferramentas e Materiais

Para iniciar, você precisa de algumas ferramentas e materiais básicos. É possível que já tenha alguns deles em casa.

Velcro: para juntar uma peça a outra. Caso prefira outra alternativa para este mesmo propósito, fique à vontade.

Tintas.

Colas: diferentes materiais e peças pedem diferentes colas. As mais usadas são a cola branca, bastão de silicone (necessário uma pistola de cola quente) e cola de contato. Cuidado! Cola de contato é tóxica. Leia as instruções na embalagem antes do uso.

Papel: para moldes. Pode ser a simples folha de ofício, A4, ou outra. É possível usar um papel mais duro na montagem de certas peças. Para isso, recomendo papel paraná, papel cartão ou papelão. Tenha também jornais em mãos, mais à frente explicarei sua grande utilidade!

Tesoura e Estilete: cuidado para não se cortar!

Borracha e EVA: na montagem de armaduras, um ótimo material é a borracha. A escolha da borracha depende da peça que você quer fazer, variando da mais grossa a mais fina. Caso a peça possua formato curvado, como em uma caneleira, por exemplo, recomendo uma borracha mais fina, por ser mais maleável.

A borracha não é um material caro, porém, se seu orçamento for limitado, ou você quiser comprar um pedaço para praticar antes de montar de verdade suas peças, o EVA é uma ótima opção. Ele possui qualidade aproximada a da borracha e é ainda mais fácil de trabalhar.

Tecidos: a escolha de tecidos varia de personagem para personagem. Entretanto, não é necessário algo tão específico para conseguir um bom efeito. Alguns tecidos bastante usados são: malha, veludo e courino. Uma boa ideia é imprimir uma imagem de seu personagem e levá-la na hora de comprar o tecido. O vendedor pode lhe ajudar a escolher o melhor para aquela peça.

Madeira/Alumínio/PVC: normalmente, são usados em objetos portados pelo personagem, como armas em geral. Caso sejam necessários para seu cosplay, lembre-se do peso dos materiais. Afinal, você terá que carregá-los durante todo o evento.

Escolha-os pelo peso, qualidade e espessura. Uma madeira ruim pode ser bastante leve, mas não vale a pena se for quebrar sob o próprio peso. Uma madeira grossa, pode ser resistente, mas não vale a pena se você se cansa só de olhar para ela. Use o bom senso na hora da escolha.

Isopor: não se engane pela fragilidade do isopor, é possível fazer muito com ele. Inclusive, é uma ótima escolha no lugar de madeira e alumínio para armas, por ser muito mais barato e leve. E, junto ao jornal, deixa de ser tão frágil, como ainda será explicado.

Estes são os materiais básicos na criação de um cosplay. É claro que há inúmeras formas de fazer um trabalho, envolvendo inúmeras outras ferramentas e materiais. Mas com essas você já pode dar conta de quase tudo.

Alguns materiais mais adequados a ocasiões específicas serão apresentadas mais à frente, mas no caso de você não ter como consegui-los, as alternativas acima funcionam super bem.

Pesquise suas borrachas, tintas e tecidos no mercado central de sua cidade. Acredite, é possível encontrar os melhores preços assim.

 

Técnicas de Trabalho: armadura, espada, arma e botas

Vamos por tópicos, para que cada material tenha sua atenção merecida. Se seu personagem utiliza apenas armaduras ou roupas de tecidos, vá para seu respectivo tópico, se usa um pouco de tudo, então, é melhor ler tudo.

Armaduras: Borracha, EVA, cola branca/quente/de contato.

Olhando para a imagem de seu personagem, veja o formato e tamanho de suas peças. Vamos pegar a personagem Caska, do anime Berserk, como exemplo:

Imagem pegue no google.

 

Será explicado como fazer peça por peça. Se a armadura de seu personagem não se parece nada com este exemplo, tudo bem. As técnicas que servem para este são utilizáveis para, praticamente, qualquer um. Até mesmo para os personagens de maior complexidade.

Uma dica é deixar para pintar o cosplay apenas após seu término, pois se ele precisar de ajuste em alguma peça você não precisará retocar a cor.

 

A ombreira é bastante simples, serão feitas 7 camadas de EVA/Borracha uma por cima do outra começando de baixo. Poderá ser presa ao braço por pressão (Uma espécie de cinto que aperte o braço, só cuidado para não apertar demais) ou presa ao peitoral com o cinto prendendo ao braço apenas o suficiente para que não fique balançando, sem necessidade de pressionar pois, estando preso ao peitoral, não cairá.

Para dar o formato, esquente e dobre as peças na metade com força, para os 2 lados, deixando a marca de divisão bastante visível.

 

O peitoral será feito em 2 partes: Frente e Costas. A frente será feita em 5 camadas, uma por cima da outra começando de baixo. Tire suas medidas de cintura e busto pegando apenas a metade da frente, ou seja, você não passará com a fita métrica ao redor do corpo, mas do lado direito ao lado esquerdo (Veja a linha vertical na armadura da imagem da boneca, você começará dela e irá ao outro lado).

Eecorte o EVA/Borracha seguindo suas medidas, esquente e molde no seu corpo, quando tiver todas as 5 peças moldadas, cole-as começando de cima (Camada 4 sobre a 5, camada 3 sobre a 4…).

A metade das costas pode ser feita em uma única parte inteira, colo os cintos/velcro ou o que decidir usar como junção por dentro da armadura, para que quando conecte as metades as junções fiquem escondidas. Cole também 2 tiras conectando por cima dos ombros desde o peitoral até as costas, como na imagem da boneca.

 

 

Armas: Madeira, Alumínio, PVC, Jornal, Isopor, lixa, Cola Branca e Cola de contato ou silicone.

Espada

Para espadas de tamanho grande, como a de Riven (League of Legends), é preciso um suporte resistente, como um cano de alumínio ou PVC. O alumínio é mais resistente, já o PVC é mais barato, mais fácil de achar e mais leve. A menos que pretenda que sua espada seja escandalosamente longa, o PVC deve suportar seu peso.

Faça um desenho simples, proporcional ao tamanho da espada que você quer. Isso lhe ajudará na hora da compra a saber o tamanho necessário do suporte e dos materiais a ser utilizados em sua confecção.

A escolha do cano dependerá do tamanho e da espessura que deseja para a sua  espada; quanto mais extensa, mais denso e grosso precisará ser o cano. Ele deve ir desde o cabo da espada até, ao menos, 3/4 da lâmina; quanto mais próxima chegar do fim da lâmina, melhor. Para fazer a lâmina, você possui 2 opções.

A mais difícil: usar madeira MDF. Para encaixá-la no suporte, ou você precisar usar muita cola de contato ou silicone (mesmo assim não ficará tão seguro), ou usar uma furadeira e uma rebitadeira (assim ficará seguro). Siga as instruções da imagem abaixo para ver como fazer pelos 2 modos.

Para cortar a madeira, será necessário uma serra de tico-tico. Você pode tentar usar a serra manual, mas será muito mais difícil e, provavelmente, terá um resultado pior. Após montada sua base, lixe as bordas apenas para dar uma afinada.

A mais fácil: usar isopor e jornal. Recorte o isopor no formato de sua espada e use uma lixa d’água 400 com bastante cuidado para apontar as bordas. Quando o formato estiver satisfatório, hora de usar o jornal.

Faça uma mistura de cola com água, usando 2 partes de cola para 1 de água, pegue as tiras de jornal, passe na mistura e grude no isopor, até cobri-lo por completo. Tenha cuidado para não deixar rugas, deixe as tiras o mais rente possível ao isopor. Após cobrir toda a espada, repita, cubra-a toda com uma segunda e terceira camadas, então, deixe secar. Você verá como fica bastante resistente. Se achar necessário, cubra com mais uma camada.

Após terminar de cobrir a espada, você possui algumas opções para deixá-la uniforme. Pode-se utilizar uma fina camada de massa corrida e depois lixá-la, ou cobrir a lâmina com papel paraná. Se você tiver feito um ótimo trabalho com o jornal, talvez sequer seja preciso cobri-la para deixá-la uniforme. No entanto, isso é algo bem difícil de se conseguir.

Se pretende fazer uma espada com uma espessura considerável, recomendo usar isopor para ”engorda-la”.

 

Os detalhes da espada de Riven (Verão Fliperama) são bem simples. O cabo você provavelmente nem precisará mexer, a menos que tenha escolhido um alumínio fino, nesse caso, é bom pôr um pedaço de cano de PVC por cima para encaixar melhor nas mãos. Pode-se usar durepoxi ou mesmo enchimentos quaisquer para preencher o vão.

A estrela e a corrente podem ser feitos de massa de biscuit, nada complicado, veja a foto de uma corrente se por algum motivo não souber bem como se encaixam seus elos.

Para a lâmina você vai precisar de tintas metálicas preta e prata ou alumínio. A linha de corte será pintada apenas com prata, enquanto que o lado cego, ou o centro da espada, será pintado com a mistura de preto com prata, faça misturas até encontrar a cor que lhe agrade, lembre que é bem fácil para o preto sobrepor o prata na hora da mistura, portanto, acrescente-o aos poucos.

O detalhe na base da lâmina pode ser feito de EVA. Faça em 3 camadas por ordem de tamanho como na imagem abaixo, dos dois lados da espada. Arredonde as bordas com um estilete afiado (Quanto mais afiado, menor a chance de ”mastigar” e deixar um defeito. Tenha cuidado e peça ajuda se necessário!).

Para os detalhes redondos nas 3 pontas, use um pote ou garrafa com uma boca do tamanho que você desejar e simplesmente pressione contra o EVA, com força o suficiente para marcar bastante e deixar o círculo.

 

A ”caixinha”, na ponta do cabo pode ser feita com papel paraná ou papelão, siga as instruções da imagem abaixo.

Mas lembre de não colar a corrente direto na caixinha, pois ela provavelmente não suportará o peso. Grude a caixinha na ponta do cabo de modo que sua superfície de cima fique junta ao fim do cabo, então, cole a corrente ao cabo (Será preciso cortar uma entrada para a corrente na superfície de cima da caixinha).

Está terminada sua Espada da Riven!

 

As espadas finas, como a katana de Akame, de Akame ga Kill, têm um lado mais simples e outro mais complicado. Torna-se mais difícil por não poder usar isopor com jornal, pois a deixaria muito grossa, tornando necessário o uso de madeira. Por outro lado, sua projeção e fabricação são mais simples.

Primeiramente, faça e recorte seu molde em um papel, para ter certeza de que tudo está bem feito: largura, angulação e etc. Passando para a madeira, use uma serra de tico tico para recorta-la e lembre-se de lixar bem todas as peças antes de colá-las. Cola branca é suficiente.

Armas de Fogo

As armas de fogo serão feitas, praticamente, apenas de isopor e um cano fino de PVC. Se a sua arma tiver algum detalhe muito específico, de repente, pode-se improvisá-los com miçanga ou materiais aleatórios. Após alguma prática, você vai encontrar seus materiais naturalmente; até lá, fique com as dicas que achar aqui.

Veja algo simples, como uma pistola genérica:

Para algo um pouco mais complexo, como o Rifle de Jhin, na skin Procurado, por exemplo, também pode ser usado um pouco de improvisação.

Nesta, você pode usar: isopor, jornal, cola branca, 2 canos de PVC (ou 1 grande, partido em 2), tubo de cola bastão (não precisa conter a cola), uma garrafa plástica de refrigerante de 2 litros, um suporte para a luneta (mira), EVA e tintas.

Você cortará toda a base em isopor e a cobrirá com o jornal molhado na mistura de cola e água.

Use bastante jornal aqui, pois a base será feita com canos de PVC, e precisa estar resistente. Agora que você já tem a base completa, ponha o primeiro cano de PVC no espaço reservado e o cubra, mais uma vez, com o jornal. Assim:

Para colocar o segundo cano, será necessário usar um pequeno suporte. Proponho Biscuit ou Durepoxi, dado que, com eles, você poderá pô-lo na altura que preferir e encaixar, perfeitamente, um cano ao outro. Se não tiver nenhum dos dois, qualquer peça pequena e fina o suficiente para ficar entre os canos como suporte, poderá se utilizada: uma tampa de garrafa ou um bloquinho de montar. Depois, cubra-os com jornal.

Você as juntará assim:

Agora, para fazer a roleta e as balas, você usará o tubo de cola bastão e a garrafa. O tubo de cola será apenas um molde. Enrole-o com o jornal e deixe secar, recorte e repita, até ter balas suficientes para preencher a roleta. Provavelmente, cerca de 4.

Para fazer a roleta, recorte a parte mais uniforme da garrafa, formando um cilindro. Após fazer o cilindro, você pode fazer cortes horizontais e ir diminuindo-a aos poucos, caso a garrafa tenha um diâmetro muito grande, até se encaixar na base. Então, ponha as balas dentro.

Para finalizar, preencha a base com EVA. Para fazer o acabamento, pinte-a com as cores apropriadas. Para fazer o gatilho e os outros detalhes, também use EVA. Corte uma tira, esquente no fogão até ficar maleável, o que não levará mais que poucos segundos, e a cole na arma com a cola de silicone ou super cola.

Obs: As balas são removíveis!

Botas 

Aqui você precisará saber um pouco de costura e ter uma máquina disponível.

De toda forma, uma bota terá um custo razoável.  Se desejar comprar em uma loja, ela poderá sair de 100 a 400 reais. Felizmente, há uma alternativa mais barata para fazer a sua. Você precisará de tecido. O tamanho e tecido dependerão da bota. Para uma que pareça de couro, por exemplo, pode-se usar courinho, uma versão boa e barata. Você também precisará de um calçado que tenha o formato mais compatível possível com a bota que deseja. Você pode usar tênis, salto alto, tamanco, etc. Além do tecido e do calçado, também precisará de cola de contato, super cola e zíper.

Faça um desenho 2D com as medidas de altura e diâmetro, apertadas ou folgadas, que deseja para a sua bota. Use seu calçado como base para o desenho da parte do pé.

Se achar necessário, pode ser uma boa ideia deixar uma folga no tamanho do desenho. Assim, poderá ajustá-lo caso precise.

Dobre seu tecido ao meio e recorte o desenho, ele já virá no formato da bota; costure o zíper; peça para uma pessoa pôr o calçado que será usado e coloque o tecido, já no formato da bota, por cima; corte os excessos, deixando apenas um pouco na sola, que será dobrado e colado com a cola de contato.

Extras: perucas, lentes de contato, maquiagem e tinta corporal

Peruca, lentes de contato, maquiagem, tinta corporal. Dificilmente você fará algum desses sozinho, porém, será mostrada uma técnica para perucas de EVA ou espuma e tinta corporal caseira. Lentes de contato e maquiagem serão comentadas por sua grande importância para uma diferenciação em seu cosplay.

Peruca

Para a maioria dos cosplays é melhor comprar uma peruca, mas nem sempre é fácil achar o estilo que você quer. Esses, podem fazer sua própria peruca com EVA ou espuma. Como é um trabalho bastante complexo, faça-a somente se não houver nenhuma outra opção.

Não há muito segredo. Você cortará pedaços de EVA ou espuma, nos formatos desejados para seu cabelo, e colar um ao outro ou em uma base.

Para o primeiro exemplo, você fará uma base de capacete e colará os pedaços do cabelo nesta base. No segundo, pode-se fazer apenas uma tira curvada, onde todos os cabelos serão grudados, e, para prender esta tira em sua cabeça, pode-se usar até cola de isopor, mas lembre-se de tirar bem a cola após o evento.

Para fazer a base do capacete, do primeiro exemplo, você usará 2 tiras de papelão, uma em círculo e outra em meio-círculo, depois, grudará as duas assim:

Você pode fazê-lo mais fino, mais grosso, mais apertado ou frouxo, vai da sua preferência.

Lentes de contato

Lentes não são necessárias para um bom cosplay, entretanto, são um grande diferencial. Caso tenha condições de adquiri-las, não o deixe de fazer. Compre-as em local de confiança. Se forem emprestadas, atente para a saúde e confiança da pessoa que lhe emprestou. A lente ficará em seus olho por horas e, com certeza, você não quer nenhuma infecção nem nada parecido.

Maquiagem

Assim como as lentes, a maquiagem é um ótimo diferencial. Se você não tiver recursos para comprar os melhores produtos, ou não tiver habilidade em se maquiar, tudo bem. O importante é ter o básico, para aumentar sua semelhança com o personagem e conseguir mostrar sua atenção aos detalhes.

Aos homens, não se envergonhem ou pensem que isto é apenas para mulheres. Vários cosplays masculinos podem se beneficiar do uso da maquiagem. Se não souber como fazer, peça ajuda a alguém: amigos que já tenham experiência, namorada, ou até sua mãe.

Tinta Corporal

Para alguns cosplays, pode ser apenas algo a mais, mas, para alguns, é necessário. Como ficaria um Majin Boo (Dragon Ball) ou uma Mística (X-Men) sem a pele pintada? Já pensou?

O ideal seria comprar tinta/maquiagem própria para isso (Pancake pode ser uma boa ideia), porém, se você não tem como adquiri-las ou, simplesmente, prefere fazer  a sua própria pintura, há as seguintes formas:

Loção e Corante Alimentício: só misturar e está pronto. Geralmente, dá um pouco de trabalho para sair; o bom disso é o efeito extra. Você pode pintar, esperar secar, depois, enxaguar e ver como fica.

Álcool em gel e Corante Alimentício: só misturar. Sua vantagem é que seca rápido e não descasca. Também sai um pouco mais fácil, apenas com água e sabão. Isso, contudo, pode ser ou não um benefício.

É possível usar tinta guache branca para dar um efeito diferente.

A última dica é: se usará maquiagem ou tinta corporal para compor seu personagem, sempre, repito, SEMPRE, teste antes do evento. Com certeza, você não quer ter más surpresas ou dificuldades na última hora, não é mesmo?

Finalizando

Agora, com seu cosplay pronto, está na hora do test-drive. Como dito agora a pouco, você não quer, na última hora, quando não dá mais tempo de consertar ou arrumar nada, ter surpresas ou problemas com algum elemento que preparou. O que você quer mesmo, no dia de seu evento, é apenas chegar, vestir-se e se divertir.

Para garantir isto, é importante que você faça um teste, como se o grande dia já estivesse chegado. Por exemplo, caso você vá sozinho ao evento, não peça ajuda de um amigo nessa prova que fará. Tente garantir que, quando chegar a hora, você vai conseguir fazer tudo só, sem ajuda mesmo.

Vista todo seu cosplay. Coloque seus extras: lentes, maquiagem, etc. Pegue suas armas e equipamentos. Enfim, tudo que você tem para usar. Caminhe; mexa-se; veja se você suporta o peso por alguns minutos; sente-se para ver se consegue; deite-se, se houver alguma possibilidade disso ser necessário e teste poses. Para resumir, tente um pouco de tudo que possa acontecer na hora do evento.

Se algo não der certo ou for difícil demais para ser executado, veja o que você pode fazer para resolver. Diminuir uma peça, ajustar um encaixe, o que for possível mudar, sem enfraquecer seu cosplay.

Aprenda a Interpretação

Você, provavelmente, já conhece um pouco de seu personagem, já que você o escolheu para seu cosplay. Contudo, independente de já o conhecer ou não, aprenda o máximo que puder sobre seu estilo e personalidade.O que você acharia de um Luffy de cara fechada e que bate fotos completamente parado como se fosse um soldado da guarda real britânica?

Por isso, é importante aprender a interpretar seu personagem. Se tiver vergonha, ou não se sentir muito à vontade com o jeito dele, não precisa interpretá-lo à risca. Como Luffy, tente, pelo menos, sorrir e ser amigável. Vai ser o Wolverine? Faça cara de mal.

Agora, se você não tem vergonha e se sente à vontade com interpretação, aprenda as poses clássicas de seu personagem, invente suas próprias e faça caras e bocas para ficar o mais fiel possível ao seu cosplay.

Cuidados no Evento

Seguramente, você já sabe disso, mas não custa reforçar.

Cosplay não dá aos outros consentimento automático de nada! Exija seus direitos. Não permita que alguém estrague sua diversão ou a de outra pessoa por achar que liberdade sobre os outros.

Se você vai tirar foto com alguém, e pretende abraçá-la ou tocá-la de alguma forma, peça permissão. Da mesma forma, se alguém tirar foto com você, e você não quiser ser tocado, ou não estiver confortável com algo que peçam ou tentem fazer, diga. Necessitando, chame a segurança. Você não é obrigado a aceitar nada que não queira.

Algumas vezes, podem lhe pedir para segurar suas armas ou equipamentos durante as fotos. Se você não quiser emprestar, seja por seus equipamentos serem frágeis ou por você, simplesmente, não quer, não tenha vergonha ou medo de dizer “não”.

Sintetizando, respeite e exija respeito. Mas não fique com medo não, tá? Esta conversa é para ser informativa e preventiva. Este tipo de coisa não é comum de acontecer. Apenas é bom ter conhecimento para agir do melhor modo, caso aconteçam.

Por fim, divirta-se, né?! Você se esforçou, fez seu cosplay, foi ao evento e agora é só alegria. Faça sucesso e aproveite!

 

COMPARTILHE

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin