Listas

10 Mangás cheios de Violência (R rated)

Antes de mais nada, um pequeno aviso! Como você viu no título, estes mangás foram escolhidos por conter alto nível de violência. Leia por sua própria conta e risco!

Muitos de nós gostamos da representação de violência, isso não quer dizer que somos violentos, claro. Apenas há algo diferente nas representações de força, luta e sangue que nos intriga de uma forma que não podemos resistir. Claro, não é assim para todos, cada um tem seus próprios motivos. Independente do que lhe motiva, todos que estão aqui, estão pelo mesmo motivo, então, vamos a representação da violência nos mangás.

 

Berserk

Kentarou Miura – 1989 – 350 capítulos – Ainda saindo – Nota no MAL: 9.29

Nascido do cadáver de sua mãe, Guts se tornou um mercenário logo cedo, como meio de sobrevivência.

Após ter problemas (Grandes problemas) com seu grupo inicial, ele se separa e acaba se batendo com um novo grupo, the Band of the Hawk (O Bando do Falcão). Griffith, o líder do bando, também conhecido como White Hawk (Falcão Branco), aceita Guts como mercenário após testemunhar suas habilidades.

Tudo caminhava bem para o Bando do Falcão, vencendo batalha após batalha, com um desempenho formidável, logo ficaram muito conhecidos e temidos. Mas logo a situação começa a sair dos trilhos, e após traições atrás de traições, Guts volta a caminhar sozinho. Ou quase sozinho, há sempre algo a sua espreita, e ele não se livrará disso facilmente.

Certamente um dos melhores mangás do gênero. Berserk é um mangá que você não pode morrer sem ler. LER. O anime é legal, mas o mangá é épico.

 

Gantz

Hiroya Oku – 2000 – 37 volumes: 383 capítulos – Nota no MAL: 8.25

Ao ser morto, por algum motivo, Kei acorda em um jogo.

Mas não é um jogo qualquer. Ele terá suas habilidades, sua moral, e seu desejo de viver testados. De novo e de novo. Kei terá de passar por tudo que há de ruim na sociedade atualmente. Principalmente em conceitos morais, questionando também até que ponto o errado é errado, e o certo é certo.

 

Vagabond

Inoue e Yoshikawa – 1999 – 37 volumes: 327 capítulos – Nota no MAL: 8.97

O jeito agressivo de Shinmen em uma vila pequena o fez conhecido rapidamente, mas não o bom tipo de fama. Então, ele e seu amigo Matahachi foram embora, em busca de uma cidade maior.

Eles se alistam para o exército Toyotomi, em busca de glória, mas o exército é derrotado brutalmente em uma batalha, e eles quase são mortos. Eles se separam, e Shinmen decide voltar para sua cidade natal apenas para avisar a família de Matahachi que ele havia sobrevivido a guerra. Porém, ao chegar lá, descobre que ele é um criminoso procurado.

Despreparado, o pegam e o prendem a uma árvore, deixando-o para morrer. Felizmente, ele é salvo por um Takuan, um monge, que também lhe dá um novo nome para fugir de perseguições: Musashi Myamoto.

 

 

Shigurui

Yamaguchi e Nanjou – 2003 – 15 volumes: 84 capítulos – Nota no MAL: 8.22

Em tempos de paz, no começo da Era Edo, o Lorde Tokugawa mantém um torneio de luta. O que é mais irônico, é que antes, se usavam espadas de madeira, enquanto que, agora, nos tempos de paz, se usam espadas de verdade.

Neste torneio, os discípulos de Iwamoto, Fujiki, o homem de um braço, e Irako, uma mulher cega, lutaram entre si. Iwamoto é considerado o melhor espadachim de todo Japão, e tanto Fujiki quanto Irako querem provar que são dignos de se tornarem seus sucessores. Mas pode haver apenas 1 campeão.

 

Ajin

Sakurai e Miura – 2012 – 51 capítulos – Nota no MAL: 8.01

Humanos imortais, os Ajin, começaram a aparecer na África, e, assim como tu que é diferente, foram considerados uma ameaça. Logo, todos descobertos como Ajin, são logo aprisionados.

Estudando para se tornar um médico, Kei aprende que os Ajin não devem ser considerados humanos, mas ele não prestou muito atenção a esta aula. Mas ao sofrer um acidente que deveria te-lo matado, ele logo se descobre um Ajin, o que dá início a sua perseguição.

O interessante dos Ajin, é que só é possível descobrir se você é um Ajin, se você morrer. Eles regeneram qualquer dano ao corpo, mas APENAS, se morrer. Ou seja, se quebrar uma perna, ela vai continuar quebrada, mas se quebrar a perna e morrer depois, ela regenera. Então, não vale arriscar se matar, vai que você não é um Ajin? Por outro lado, pode passar a vida toda sem saber que é um.

 

Shamo

Tanaka e Hashimoto – 1998 – 34 volumes: 338 capítulos – Nota no MAL: 7.83

Usando uma pequena faca, Ryo assassina brutalmente seus pais, deixando apenas sua irmã para trás.

Ryo tinha tudo para se tornar um modelo para a sociedade. Um jovem garoto brilhante de futuro promissor. Porém, após seu crime, tudo mudará.

Preso, ele é perseguido pelos outros detentos e até mesmo pelos guardas, por causa da atrocidade que cometeu. Para conseguir se defender dos ataques sofridos, ele passa a treinar karatê religiosamente, após se inspirar em uma aula dada por um mestre vindo de outra cadeia.

 

Kangoku Jikken

Chiho e Kantetsu – 2016 – 3 volumes: 13 capítulos – Nota no MAL: 748

Eyama é vítima de bullying constante, porém, um dia, ele recebe uma estranha carta com uma proposta. Ele pode escolher uma pessoa para manter em cativeiro por 1 mês, e, com exceção de matar, ele esta livre para fazer o que quiser.

 

Hideout

Masasumi Kakizaki – 2010 – 1 volume: 9 capítulos – Nota no MAL: 7.31

Para superar a morte de seu filho, um casal decide passar um tempo em uma ilha isolada. Porém, esse não é o único motivo da viagem.

Seiichi tem outros planos de como passar seu tempo na ilha. Ele aproveitará este local afastado para assassinar sua própria mulher. Mas ela consegue escapar, correndo para a uma caverna sombria.

Seiichi a segue até a caverna, entretanto, fica preso lá, e  logo percebe que há algo mais nesta caverna.

 

Ibitsu

Haruto Ryou – 2009 – 2 volumes: 15 capítulos – Nota no MAL: 7.43

Em uma noite qualquer, Kazuki foi levar o lixo para fora. Porém, nada comum, havia uma garota sentada em meio as lixeiras. Ela lhe dá calafrios, então, quando ela lhe faz uma pergunta, ele responde e volta para dentro.

De volta em casa, ele resolver checar a garota, mas ela não estava mais lá. Ainda assim, talvez, até por isso, ele fica com um mau pressentimento.

 

Kingdom

Yasuhisa Hara – 2006 – 520 capítulos – Nota no MAL: 9.01 

Muitos reinos e reis nascem e caem no decorrer de 500 anos. Mas 7 perduraram, acabando com um ciclo de quedas e nascimentos.

No reino de Qin, os escravos Xin e Piao treinam dia e noite, aspirando se tornar grandes generais. Mas eles são separados quando Piao é levado para servir ao rei. Porém, quando um golpe de estado tem início, Piao é mortalmente ferido, mas alcança Xin para lhe passar uma missão de servir ao jovem rei. Xin usará esta oportunidade para abrir caminho para alcançar seu sonho de se tornar um grande general.

 

Elfen Lied

Lynn Okamoto – 2002 – 12 volumes: 113 capítulos – Nota no MAL: 8.17

Em uma experiência com humanos do governo, acabou nascendo Lucy. Ela é o que chamam de Diclonius, um humano com braços telecinéticos invisíveis e um pequeno par de chifres. Furiosa pela tortura e por seu confinamento, Lucy foge do laboratório matando todos em seu caminho.

Porém, durante a fuga, ela sofre um ferimento na cabeça que lhe causa dupla personalidade. Em sua segunda personalidade, ela é uma criança inofensiva que mal sabe falar. E em quanto estava neste estado, foi acolhida por Kouta e sua prima Yuka. Sem saber que ela era uma fugitiva com grandes capacidades assassinas.

 

 

Um clássico!

Estudante de agronomia. Apaixonado por jogos, Cosplayer nas horas vagas e fã de breaking bad.
Comentários
Subir