Animes

Especial: 10 Mães do Mundo Dos Animes

Feliz dia das mães! Em homenagem ao dia das mães, separamos algumas das grandes mães no mundo dos animes.

Todos sabem como um relacionamento de mãe e filho/filha é importante e especial. E não precisa ser mãe de verdade, pode ser sua tia, sua irmã, sua avó, ou mesmo nem ter relação de sangue, um mãe adotiva, alguém próximo que cuidou muito de você. Mãe para ser mãe não precisa parir um filho.

Então, lembre-se de agradecer e homenagear a pessoa que lhe é especial, a pessoa que você chama de mãe.

Em homenagem a este dia, separamos algumas grandes mães do mundo dos animes. Feliz dia das mães!

Chi-Chi – Dragon Ball

Toei Animation – 1986 – 153 episódios – Nota no MAL: 8.13 

Desde pequena uma amiga de Goku, foi muito interessante ver o progresso da relação e finalmente a união dos dois.

Chi-chi, mãe dos meio-sayajins Gohan e Goten e mulher de um sayajin que é possivelmente um dos seres mais poderosos da galáxia, fica difícil fazer algo grandioso. Mas, só para dar uma ideia de quem é Chi-chi: Goku, o mais poderoso sayajin, que derrotou o destruidor de mundos Freeza, o Deus da destruição Bills, morre de medo dela. Entre todos os seres e guerreiros do universo, a única pessoa que consegue apavorar Goku é sua mulher, Chi-chi.

Ela também já foi uma grande guerreira, mas deixou de lutar conforme mudava suas prioridades. Sempre apoiando e torcendo por seu marido, sempre educando seus filhos, e, claro, gritando com seu marido e filhos quando necessário, Chi-chi é certamente uma ótima mãe.

 

Kushina Uzumaki – Naruto

Studio Pierrot – 220 e 500 episódios – 2002 e 2007 – Nota no MAL: 7.83 e 8.13 (Naruto e Naruto Shippuuden, repectivamente).

A mãe do famoso garoto-raposa-demônio, mesmo que ele tenha crescido órfão, teve uma grande parte em sua formação.

Na verdade, o simples fato de ele estar vivo já foi graças a eles (Não, não estou falando de ela ter dado a luz).  Ela defende o Naruto da Kyuubi, a Raposa de 9 Caudas, logo em seu nascimento. Ela usa seu próprio corpo para protege-lo das garras da Kyuubi. Para terminar, ela ainda sacrifica sua própria alma, selando-a no corpo de Naruto para guia-lo quando for a hora certa.

Uma grande ninja conhecida como o Habanero Vermelho (Uma pimenta extremamente picante). Mães não só cuidam de casa e cozinham, sabia?

 

Hana – Wolf Children

Studio Chizu – 2012 – 1 filme – Nota no MAL: 8.82

Hana se apaixona por um garoto na sua faculdade e o sentimento é recíproco. Ele carrega porém, um único segredo: Ele é o último lobisomem na terra. Mas, mesmo isso, não diminui o sentimento de Hana por ele.

Eles acabam tendo 2 filhos, os 2 carregam a mistura do pai, ou seja, são meio lobos. Tristemente, o pai morre pouco depois, deixando Hana para cuidar dos 2 lobinhos. Mesmo enfrentando as dificuldades de cuidar 2 meio-lobos sozinha e em um lugar distante para evitar atenção para eles, ela não se abate, mantendo firme seu grande amor de mãe.

 

Yasuko Takasu – Toradora!

J.C. Staff – 2008 – 25 episódios – Nota no MAL: 8.44

Yasuko não aparenta ser uma boa mãe. Ryuuji, seu filho, toma conta de tudo na casa, enquanto ela chega tarde em casa e vai direto dormir.

Porém, as aparências enganam. Yasuko trabalha duro para que Ryuuji siga seus sonhos. Ela possui 2 empregos, por isso chega tarde em casa e o tempo que lhe sobra, ela dorme. Inclusive ela não quer que Ryuuji arranje um emprego de meio período para ajuda-la, ela quer ser capaz de cuidar dele sozinha. Então, no final das contas, mesmo com sua personalidade infantil e não bater muito bem da cabeça, ela com certeza é uma boa mãe.

 

Akari Sakishima – Nagi no Asukara

 

Akari perdeu a mãe logo cedo, e como resultado, teve de crescer e amadurecer muito cedo. Mesmo com a morte da mãe, ela não se abateu, e aceitou a responsabilidade de cuidar do irmão mais novo.

Ela começou a trabalhar logo cedo para que seu irmão pudesse ter uma boa vida. Mesmo tendo de abrir mão de sua própria infância, ela ainda é amável e animada com aqueles ao seu redor.

Mais tarde ela consegue um marido e um filho, mas eu preferi focar a história na parte em que ela cuida de seu irmão. Pois muitas pessoas tem uma ”mãe” assim, irmã mais velha, tia, avó, e elas também merecem uma homenagem. Por isso, Akari foi uma ótima mãe para seu irmão.

 

Sanae Furukawa – clannad

Kyoto Animation – 2007 – 23 episódios – Nota no MAL: 8.27

Ela não começou sendo um exemplo de mãe, priorizando sempre o trabalho e deixando sua filha de lado. Mas todos aprendem e crescem com o tempo.

Após um repentino despertar, ela e seu marido percebem o que está acontecendo, e decidem reservar mais tempo para sua filha. Eles deixam de ser tão ambiciosos e abrem uma mercearia, para estar sempre perto de sua filha. Devido ao aumento de sua participação, ela começa a causar grande impacto positivo na vida de sua filha. E graças a ela que a história do anime toma rumo.

 

Bell-mère – One Piece

Toei Animation – 1999 – Mais de 700 e ainda lançando – Nota no MAL: 8.57

Bell é uma ex fuzileira da marinha que adotou 2 crianças em um ataque. E agora vive pacificamente em uma pequena vila com as crianças.

Ela enfrenta várias desafios, mas nunca deixa nada faltar, tirando de sua boca para alimentar suas filhas. Mas enfrenta tudo de cabeça erguida com coragem. Porém, Arlong, e sua tripulação de piratas chegam a vila e vão a sua porta, exigindo dinheiro para deixa-las viver. Infelizmente, ela nunca foi muito afortunada, tendo o suficiente para pagar por apenas duas vidas. Como uma boa mãe, Bell escolhe salvar suas filhas, sendo morta logo após o pagamento.

 

Yui Ikari – Neon Genesis Evangelion

Yui era uma engenheira bióloga brilhante. Ela trabalhava no Project E, e morreu no Experimento de Contato com o Eva-01, mas seu espírito foi absorvido por ele.

Agora, mesmo após morta, ela protege seu filho, o piloto designado para o Eva-01. Em momentos de extremos riscos, ela consegue tomar o comando do Eva, entrando em uma espécie de Fúria Berserk para proteger e salvar seu filho.

 

Mari Katsuragi – The World God Only Knows

Manglobe – 2010 – 12 episódios – Nota no MAL: 7.93

Mãe de sangue de um filho otaku que se recusa a se adaptar a sociedade e uma filha adotada. Mulher de um homem que trabalha no estrangeiro. Dona de um Café (Uma espécie de restaurante). A vida não é fácil para Mari, ela tem que dar bastante duro para manter tudo fluindo.

Tirando seu passado como gangster, Mari é uma pessoa bem normal. Sem personalidade excêntrica, nem é uma guerreira que combate demônios ou algo parecida. Mas isso dá um toque a mais, afinal, acho que a maioria de nós não tem uma mãe que solte lazer pelos olhos nem nada parecido. O jeito mais real e humano de Mari, com seu grande esforço, faz dela uma ótima mãe.

 

Akiko Minase – Kanon

Kyoto Animation – 2006 – 24 episódios – Nota no MAL: 8.15

Akiko é uma clássica mãezona, com uma personalidade amável e um coração onde sempre cabe mais um.

Ela sempre trata a todos da melhor maneira possível. E mesmo nas situações de estresse, ela se mantém calma e fala suavemente. Até desconhecidos ela acolhe em sua casa e cuida deles como alguém importante para ela.

Pode ir saindo da frente que hoje o dia é das mães.

Estudante de agronomia. Apaixonado por jogos, Cosplayer nas horas vagas e fã de breaking bad.
Comentários
Subir